• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Tudo começou com uma mão cheia de moedas de $0,10. 
Atrás  de toda boa canção tem sempre uma história. Eu gosto de pensar que a música Mr.  Songman, que foi gravada por Elvis Presley é uma boa canção. Eu escrevi essa canção e aqui está a minha história: 
Em março de 1973 eu estava sentado sozinho em uma mesa em um restaurantezinho gorduroso aqui em Nashville, Tennessee. Na parede, no fim de uma mesa estava uma velha jukebox. Toda mesa tinha uma jukebox e eu estava enchendo a minha com moedinhas de $0,10 que eu havia colocado na mesa. Eu tinha trabalhado numa sessão noturna como um tocador de baixo em uma sessão Country na RCA, estúdio B e depois tinha ido para o meu lugar favorito depois da meia-noite Palácio da solidão na parte mais baixa de Broadway onde todos os músicos iam. O restaurante era pequeno e bem conhecido por todos os músicos de Nashville e era chamado Linebaugh's. Durante aquele tempo eu estava tendo problemas com meu casamento e ao invés de ir para uma casa solitária no fim das minhas sessões, eu escolhi uma festa de piedade onde só eu era convidado. Quando uma pessoa precisa de conforto emocional, eu posso garantir que uma jukebox não é uma boa opção, especialmente  onde eu estava no restaurante Linebaugh's. Todas as canções de fossa dos anos 70, do tipo chore na sua cerveja, podiam ser encontradas entre as seleções que estavam esperando pelos seus $0,10 nas jukeboxes.  Eu iria voltar para Memphis em dois dias para me reunir ao meu amigo Elvis, e isso pode ter contribuído para o fato de eu estar repetidamente tocando as versões dele de Separate Ways e Always On my my mind. 
Estava ficando realmente muito tarde e minhas moedinhas estavam acabando; eu peguei mais uma moeda da mesa e pela falta de outra pessoa na mesa com quem conversar, eu conversei com a Jukebox : "aqui está mais uma moeda de $0,10 pra você senhor cantador" e mais uma vez eu comecei a escutar "Separate Ways"
A música começou a tocar e meus pensamentos foram para  Elvis e algum dos traumas que eu pessoalmente sabia que ele estava passando com seu recente divórcio. Não sendo possível ver o rosto dele, Elvis não parecia tão solitário vindo da segurança de um JukeBox. 
Ninguém estava prestando atenção em mim, então eu comecei uma conversa com um Elvis invisível enquanto ele continuava cantando e levando minha mente  para longe. Enquanto Elvis cantava suas canções, o compositor em mim começou a dar vida a linhas de letras de música que eu sentia que poderiam ser úteis mais tarde, durante uma das minhas sessões de composição. Eu não queria perdê-las,  então eu pensei que seria melhor escrever-las.
Eu tinha um envelope de Manila cheio de papéis da sessão de mais cedo e eu tirei uma página, virei e perguntei a garçonete se eu poderia emprestar a caneta dela. As linhas da letra da música  começaram a vir mais rapidamente do que qualquer outra canção que eu tenha escrito e com exceção de algumas poucas correções, foi com isso que eu saí do restaurante Linebaugh's naquela manhã solitária: